terça-feira, 22 de abril de 2014

EBOLA PODE TER CHEGADO AO CONTINENTE EUROPEU

Atualmente, funcionários da Organização Mundial de Saúde estão trabalhando incessantamente para impedir a propagação do vírus Ebola a partir do continente africano. No entanto, esse esforço pode ser em vão. Em Guiné, onde a maior parte dos casos têm sido registrada, as autoridades de saúde do governo disseram que o surto está quase sob controle. No entanto, reportagem da Reuters informou há alguns dias que o governo planejou parar a informação pública sobre o número de mortos para evitar causar "pânico desnecessário"

Apesar dos melhores esforços dos trabalhadores de saúde de emergência, parece que o vírus pode ter atravessado a África e atingido a Europa. De acordo com grupos de ajuda humanitária, que trabalham na

Guiné e Libéria, o número de infecções confirmadas aumentou 15% apenas nas últimas 24 horas. Além disso, 40 trabalhadores imigrantes ilegais, que desembarcaram em Pisa, Itália, estão mostrando sinais de infecção Ebola e estão sendo isolados naquela localidade por causa da febre e conjuntivite. De acordo com a OMS, a estirpe do Ebola que está assolando é inteiramente nova e pode gerar falsos-negativos durante semanas.

Por essa razão, pessoas realmente infectadas com o Ebola foram devolvidas às suas famílias e bairros para se recuperarem do que se acreditava ser gripe ou casos de intoxicação alimentar. O resultado foi uma completa perda de contenção deste surto de Ebola. Agora, com a provável chegada do vírus em Pisa, Itália, o continente europeu está agora em risco grave.

Funcionários do governo italiano negam os relatos, mas a imprensa alternativa no país sugere que esta é a razão para um fechamento completo de um hospital em Pisa, onde acredita-se que 45 indivíduos estejam com a suspeita da doença. Os quarenta possíveis portadores do vírus Ebola "foram submetidos a todos os testes necessários em situações de alto risco" de acordo com o governo italiano. A tensão aumenta, embora o Ministério da Saúde tenha declarado que, no caso improvável de um surto, Roma e Milan estariam prontas para enfrentar a epidemia.

O vírus Ebola é transmitido entre os seres humanos através do contato direto . Uma vez instalada a infecção, pode levar até 21 dias para que os sintomas apareçam, incluindo febre alta, dores de cabeça e fadiga. Nesse ponto, a pessoa infectada é contagiosa.

Se o Ebola chegou à Itália, então se poderá esperar mais casos relatados em todo o continente nas próximas semanas, com a possibilidade real de que o vírus possa fazer o seu caminho para a costa dos Estados Unidos, a através de centenas de vôos internacionais que chegam diariamente.

Caso o Ebola já tenha chegado a solo europeu, as probabilidades de infecção desmarcada neste momento, com base em método de viagem, horários e freqüências de vôos para várias cidades, incluindo também alguns meios de tráfego marítimo entre o Norte da África e Sul da Europa, as probabilidades do Ebola manifestar-se são:

63% na Itália em 8 dias
44% na Espanha dentro de 15 dias
77% em Riyadh / Arábia dentro de 21 dias
40% na Líbia dentro de 25 dias
29% nos EUA dentro de 28 dias
37% no Egito dentro de 33 dias

No momento em que chegar a 35 dias, que pode ser em 25 países de 4 continentes. Este é um relatório em desenvolvimento e não é de forma conclusiva. As declarações oficiais da OMS, CDC e os governos europeus ainda têm de confirmar a presença do Ebola na Europa ou nos Estados Unidos. Atualizações serão fornecidas como detalhes estiverem disponíveis.

Extraido de shtfplan.com
PO

Sem comentários:

Enviar um comentário